Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Pensamentos’ Category

river.jpgriver.jpg

Let the river run 

Lyrics by: Carly Simon
Music by: Carly Simon 
 

We’re coming to the edge
Running on the water
Coming through the fog
Your sons and daughters   

Let the river run
Let all the dreamers
Wake the nation
Come, the New Jerusalem 
Silver cities rise
The morning lights
The streets that lead them
And sirens call them on with a song
 It’s asking for the taking
Trembling, shaking
Oh, my heart is aching  
We’re coming to the edge
Running on the water
Coming through the fog
Your sons and daughters  

We the great and small
Stand on a star
And blaze a trail of desire
Through the darkling dawn
It’s asking for the taking
Trembling, shaking
Oh, my heart is aching
You’ve never even seen
In the eyes of your lover 
Oh, my heart is aching
We’re coming to the edge
Running on the water
Coming through the fog
Your sons and daughters 
It’s asking for the taking
Trembling, shaking
Oh, my heart is aching
We’re coming to the edge
Running on the water
Coming through the fog
Your sons and daughters  
Let the river run
Let all the dreamers
Wake the nation
Come, the New Jerusalem
 

http://myspacetv.com/index.cfm?fuseaction=vids.individual&videoid=9328052

Anúncios

Read Full Post »

MADANA
MOHANA
MURARI
 

HARIBOL
HARIBOL
HARIBOL
  

“És o único dono do meu coração. Entoemos os cantos sagrados do Senhor” 

Este é um cântico de louvor que convida a abrir o coração para a energia criadora. Também se destina a saudação de chegada, algo como “Bem Vindo”!

Read Full Post »

RENT

No day but today

Site Oficial:  www.siteforrent.com

Read Full Post »

africa.jpg

“Contemplam-se estas fotografias como se olha uma janela: vendo-se para além delas, num sem-fim de horizontes que hesitam entre morar dentro ou fora de nós. Uma diferença de fundo distingue o fotógrafo na África: o modo como ele surpreende o Tempo. Sendo um caçador de instantes, o fotógrafo se apercebe que existe ali uma outra eternidade. E é ele que acaba sendo surpreendido pelo Tempo. Um Tempo circular, enrolado como serpente que morde a sua própria cauda.” 

Mia Couto, escritor moçambicano, autor dos textos que acompanham as imagens do fotógrafo Sebastião Salgado no livro África (Taschen – 2007). 

Read Full Post »

“Podíamos ter sido… mas não fomos.
Podíamos ter dito algo mais que “adeus”… mas não dissemos.
Podíamos ter sido felizes… mas nem sequer tentamos.
Podíamos ter arriscado… mas não o fizemos.

Fica um beijo, um abraço. Fica um peito de coração comprimido e  os olhos que transbordam a saudade do que nunca nos foi permitido viver. Por medo? Talvez…

Tu segues um caminho, eu outro. Talvez um unico caminho seja demasiado pequeno para os dois. Mas vou sentir-te a falta, de verdade. E sei que lembrarei muitas vezes de ti.

É hora de te deixar, finalmente partir. Mesmo que ao entrares nesse avião, leves também um pouco de mim.
É apenas um fim, ditado afinal, logo no início de tudo.

E quem sabe um dia? Se não for pedir demais, aí dentro do teu peito, não me deixes morrer.

Aqui de longe, pedirei sempre a um ser maior que olhe por ti, que cuide de ti, que esteja a teu lado… no fundo, o que eu um dia quis que fizesses por mim. Mas não foste capaz.

Eu gostei mesmo muito de ti… e não pensei que me doesse tanto dizer-te adeus, mesmo sabendo que já te foste embora há muito, muito tempo…

“Pus o meu sonho num navio
e o navio em cima do mar;
depois, abri o mar com as mãos,
para o meu sonho naufragar

Minhas mãos ainda estão molhadas
do azul das ondas entreabertas,
e a cor que escorre dos meus dedos
colore as areias desertas.

O vento vem vindo de longe,
A noite se curva de frio;
debaixo da água vai morrendo
meu sonho, dentro de um navio
…”   Até um dia.

mar.jpg

Texto MARAVILHOSO extraído do blog português http://mulherde30.blogs.sapo.pt/   (autora anônima)

Read Full Post »

rua.jpg

Composição: Ana Carolina / Totonho Villeroy 

Não vou viver, como alguém que só espera um novo amor
Há outras coisas no caminho aonde eu vou
As vezes ando só, trocando passos com a solidão
Momentos que são meus e que não abro mão

Já sei olhar o rio por onde a vida passa
Sem me precipitar e nem perder a hora
Escuto no silêncio que há em mim e basta
Outro tempo começou pra mim agora

Vou deixar a rua me levar
Ver a cidade se acender
A lua vai banhar esse lugar
E eu vou lembrar você

É… mas tenho ainda muita coisa pra arrumar
Promessas que me fiz e que ainda não cumpri
Palavras me aguardam o tempo exato pra falar
Coisas minhas, talvez você nem queira ouvir

Já sei olhar o rio por onde a vida passa
Sem me precipitar e nem perder a hora
Escuto no silêncio que há em mim e basta
Outro tempo começou pra mim agora

Vou deixar a rua me levar
Ver a cidade se acender
A lua vai banhar esse lugar
E eu vou lembrar você…

Pra ouvir, clica aqui http://profile.myspace.com/index.cfm?fuseaction=user.viewprofile&friendID=153608165
 

Read Full Post »

543570044.jpg

Jota Quest – Composição: Fernanda Mello e Rogério Flausino

Hoje eu preciso te encontrar de qualquer jeito
Nem que seja só pra te levar pra casa
Depois de um dia normal…
Olhar teus olhos de promessas fáceis
E te beijar a boca de um jeito que te faça rir

Hoje eu preciso te abraçar…
Sentir teu cheiro de roupa limpa…
Pra esquecer os meus anseios e dormir em paz!

Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua!
Qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria…
Em estar vivo.

Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar…
Me dizendo que eu sou o causador da tua insônia…
Que eu faço tudo errado sempre, sempre.

Hoje preciso de você
Com qualquer humor, com qualquer sorriso
Hoje só tua presença
Vai me deixar feliz
Só hoje

Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua!
Qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria…
Em estar vivo.

Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar…
Me dizendo que eu sou o causador da tua insônia…
Que eu faço tudo errado sempre, sempre.

Hoje preciso de você…
Com qualquer humor, com qualquer sorriso!
Hoje só tua presença…
Vai me deixar feliz.
Só hoje

Read Full Post »

Older Posts »